an online Instagram web viewer
  • anaumeda
    Homo visualis
    @anaumeda

Images by anaumeda

109/365
109/365
"Podemos tirar o primata da selva, mas não a selva do primata." - Frans de Waal

108\365

#365miragens #365mirages
"Podemos tirar o primata da selva, mas não a selva do primata." - Frans de Waal 108\365 #365miragens  #365mirages 
Recordo-me de uma ocasião em que praticamente levei um ultimato: você terá que deixar o texto e se expressar apenas através da fotografia. Na hora fiquei em choque, mas hoje percebo algumas vantagens. Tem dias que não encontro palavras e é melhor deixar só a fotografia falar.

107\365

#365miragens #365mirages
Recordo-me de uma ocasião em que praticamente levei um ultimato: você terá que deixar o texto e se expressar apenas através da fotografia. Na hora fiquei em choque, mas hoje percebo algumas vantagens. Tem dias que não encontro palavras e é melhor deixar só a fotografia falar. 107\365 #365miragens  #365mirages 
Os mais atentos já perceberam que minha contagem de tempo está um pouco equivocada. Na verdade ela é diferente mesmo, já quis, inclusive, criar um calendário só para mim! Às vezes pareço cair numa espécie de dobra espaço-temporal que ora torna tudo muito rápido, ora tudo muito lento. Prefiro não forçar as situações, afinal de contas nem sempre estamos no clima. Aprendi com a natureza que tudo tem o seu tempo certo e que nem sempre os eventos se desenrolam do jeito que gostaríamos.

Existem lições que precisam ser aprendidas, nem sempre conseguimos identifica-las de pronto, mas elas estão lá. Passamos meses e até anos num círculo vicioso, mas quando o véu das ilusões cai conseguimos enxergar aquilo que nos prendia e finalmente pulamos para a próxima fase. O mundo está estranho, mas essas tensões devem servir como combustível para mudança e não como freio; devem produzir solidariedade e não nos afastar, enquanto sociedade, ainda mais.

Vou pular os dias e fotos que passaram em branco, sem culpa, pois sei que lá atrás não posso modificar mais nada, mas daqui em diante tudo é possível!

106\365

#365miragens #365mirages
Os mais atentos já perceberam que minha contagem de tempo está um pouco equivocada. Na verdade ela é diferente mesmo, já quis, inclusive, criar um calendário só para mim! Às vezes pareço cair numa espécie de dobra espaço-temporal que ora torna tudo muito rápido, ora tudo muito lento. Prefiro não forçar as situações, afinal de contas nem sempre estamos no clima. Aprendi com a natureza que tudo tem o seu tempo certo e que nem sempre os eventos se desenrolam do jeito que gostaríamos. Existem lições que precisam ser aprendidas, nem sempre conseguimos identifica-las de pronto, mas elas estão lá. Passamos meses e até anos num círculo vicioso, mas quando o véu das ilusões cai conseguimos enxergar aquilo que nos prendia e finalmente pulamos para a próxima fase. O mundo está estranho, mas essas tensões devem servir como combustível para mudança e não como freio; devem produzir solidariedade e não nos afastar, enquanto sociedade, ainda mais. Vou pular os dias e fotos que passaram em branco, sem culpa, pois sei que lá atrás não posso modificar mais nada, mas daqui em diante tudo é possível! 106\365 #365miragens  #365mirages 
Desenhando e divando!

71\365

#365miragens #365mirages
Creio que não seria muito exagero falar que sempre aguardo essa época do ano ansiosamente. Primeiro porque amo o outono e segundo por uma razão bastante peculiar.

No corredor externo lá de casa tem uma escada vazada. No outono, o sol, durante algum tempo, passa quase que em frente à escada e os raios que escapam pelos vãos desenham "riscos" de luz na parede contígua. São desenhos bastante uniformes, para a alegria daqueles que têm um leve TOC!

Isso pode não parecer muito importante, mas para aqueles que precisam enxergar e mostrar o mundo de uma maneira diferente trata-se de um prato cheio. Gosto dos detalhes, das coisas que ficam quase escondidas em plena vista e, principalmente, do particular.

São nesses momentos simples e de silêncio que o universo se mostra: suas formas, cores e texturas. A objetividade cede espaço para a abstração e a partir daí nada é o que parece ser.

Isso só é possível com bastante treino e muita atenção, talvez minha característica introspectiva seja um ponto positivo, mas não é uma regra. Esse é o meu método.

70\365
Creio que não seria muito exagero falar que sempre aguardo essa época do ano ansiosamente. Primeiro porque amo o outono e segundo por uma razão bastante peculiar. No corredor externo lá de casa tem uma escada vazada. No outono, o sol, durante algum tempo, passa quase que em frente à escada e os raios que escapam pelos vãos desenham "riscos" de luz na parede contígua. São desenhos bastante uniformes, para a alegria daqueles que têm um leve TOC! Isso pode não parecer muito importante, mas para aqueles que precisam enxergar e mostrar o mundo de uma maneira diferente trata-se de um prato cheio. Gosto dos detalhes, das coisas que ficam quase escondidas em plena vista e, principalmente, do particular. São nesses momentos simples e de silêncio que o universo se mostra: suas formas, cores e texturas. A objetividade cede espaço para a abstração e a partir daí nada é o que parece ser. Isso só é possível com bastante treino e muita atenção, talvez minha característica introspectiva seja um ponto positivo, mas não é uma regra. Esse é o meu método. 70\365
"Além das misérias modernas, aflige-nos toda uma série de misérias herdadas, decorrentes da permanência vegetativa de modos de produção arcaicos e antiquados, com o seu séquito de relações sociais e políticas anacrônicas. Padecemos não apenas por causa dos vivos, mas também por causa dos mortos. Le mort saisit le vif! [O morto se apoderado vivo!]" - Karl Marx - O Capital, Livro I

69\365

#365miragens #365mirages
"Além das misérias modernas, aflige-nos toda uma série de misérias herdadas, decorrentes da permanência vegetativa de modos de produção arcaicos e antiquados, com o seu séquito de relações sociais e políticas anacrônicas. Padecemos não apenas por causa dos vivos, mas também por causa dos mortos. Le mort saisit le vif! [O morto se apoderado vivo!]" - Karl Marx - O Capital, Livro I 69\365 #365miragens  #365mirages 
"Com supremo, com tudo." 68\365

#365miragens #365mirages
"A todo instante, a solidariedade com o passado põe em xeque a liberdade de escolher." F. de Saussure - Curso de Linguística Geral

67\365

#365miragens #365mirages
"A todo instante, a solidariedade com o passado põe em xeque a liberdade de escolher." F. de Saussure - Curso de Linguística Geral 67\365 #365miragens  #365mirages 
"Seus olhos voltaram de um país arbitrário onde ninguém nunca soube o que é um olhar." - Capital da Dor - Paul Eluard apud Alphaville - Jean-Luc Godard

66\365

#365miragens #365mirages
"Seus olhos voltaram de um país arbitrário onde ninguém nunca soube o que é um olhar." - Capital da Dor - Paul Eluard apud Alphaville - Jean-Luc Godard 66\365 #365miragens  #365mirages 
Words are very unnecessary

65\365

#365miragens #365mirages
Coisa boa é poder ver/ouvir nossos ídolos de perto, ou quase. Principalmente quando estão em ótima forma e com um pique invejável! 
Muito emocionante ter hits, que fizeram e ainda fazem parte da sua vida, desfilando nos seus ouvidos, o tempo parece passar de forma diferente.

Cantar, pular, gritar e se emocionar! Tudo isso tbm é alimento para o corpo e para o espírito!

64\365

#365miragens #365mirages
Coisa boa é poder ver/ouvir nossos ídolos de perto, ou quase. Principalmente quando estão em ótima forma e com um pique invejável! Muito emocionante ter hits, que fizeram e ainda fazem parte da sua vida, desfilando nos seus ouvidos, o tempo parece passar de forma diferente. Cantar, pular, gritar e se emocionar! Tudo isso tbm é alimento para o corpo e para o espírito! 64\365 #365miragens  #365mirages 
De quem é o olhar 
Que espreita por meus olhos? 
Quando penso que vejo, 
Quem continua vendo 
Enquanto estou pensando? 
Por que caminhos seguem, 
Não os meus tristes passos, 
Mas a realidade 
De eu ter passos comigo?

De quem é o olhar - Fernando Pessoa

63\365

#365miragens #365mirages
De quem é o olhar  Que espreita por meus olhos?  Quando penso que vejo,  Quem continua vendo  Enquanto estou pensando?  Por que caminhos seguem,  Não os meus tristes passos,  Mas a realidade  De eu ter passos comigo? De quem é o olhar - Fernando Pessoa 63\365 #365miragens  #365mirages 
"33 - O homem separado de seu produto produz, cada vez mais e com mais força, todos os detalhes de seu mundo. Assim, vê-se cada vez mais separado de seu mundo. Quanto mais sua vida se torna seu produto, tanto mais ele se separa da vida." - Guy Debord - A sociedade do espetáculo

62\365

#365miragens #365mirages
"33 - O homem separado de seu produto produz, cada vez mais e com mais força, todos os detalhes de seu mundo. Assim, vê-se cada vez mais separado de seu mundo. Quanto mais sua vida se torna seu produto, tanto mais ele se separa da vida." - Guy Debord - A sociedade do espetáculo 62\365 #365miragens  #365mirages 
"Os olhos não estão aqui
 Aqui os olhos não brilham
 Neste vale de estrelas tíbias
 Neste vale desvalido
 Esta mandíbula em ruínas de nossos  reinos perdidos"

Os homens ocos - T. S. Eliot

61\365

#365miragens #365mirages
"Os olhos não estão aqui Aqui os olhos não brilham Neste vale de estrelas tíbias Neste vale desvalido Esta mandíbula em ruínas de nossos reinos perdidos" Os homens ocos - T. S. Eliot 61\365 #365miragens  #365mirages 
É possível alimentar-se bem, de maneira saudável e pagando um preço justo. Dê preferência aos alimentos orgânicos de produtores locais, além de ser uma forma de resistência seu corpo agradece!

60\365

#365miragens #365mirages
É possível alimentar-se bem, de maneira saudável e pagando um preço justo. Dê preferência aos alimentos orgânicos de produtores locais, além de ser uma forma de resistência seu corpo agradece! 60\365 #365miragens  #365mirages 
Não no meu turno!
Not on my watch!

59/365

#365miragens #365mirages
Gosta de caras e bocas, sim ou com certeza?

58\365

#365miragens #365mirages